Terça-feira, 22 de Abril de 2008

Será Suficiente?

           Após a transmissão desta nossa ideia de tornar o centro da cidade essencialmente pedestre, diminuindo as emissões de CO2, muitos poderão dizer que, face a um possível crescimento industrial, esta medida não será suficiente, afinal de contas a indústria emergente continuará o seu massacre ambiental.

            É por este motivo que vamos agora falar de como tentar reduzir as emissões industriais.

            No início deste processo, compete-nos, essencialmente, ser competitivos e aguardar para que a ainda incipiente indústria se desenvolva, crie estabilidade e raízes na região. Para tal acontecer não podemos ser demasiado exigentes a nível ambiental, laboral, entre outros. Esta é a primeira fase da importância ambiental no decorrer do crescimento industrial.

publicado por showviseense às 14:35
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Como fazer

          A cidade de Viseu, apesar do seu crescimento na última década, tem hoje uma população de 93 000 habitantes, distribuídos por uma edificação sem grande teor de verticalidade. Este facto contribuiu para a não existência de grandes problemas com o tráfego rodoviário da cidade. Assim sendo a não circulação automóvel no centro da cidade não prejudicaria de grande forma o quotidiano dos viseenses, enquanto assim diminuiria as emissões de CO2 para a atmosfera. O rossio e todas as avenidas e rua num raio de aproximadamente 1km deveriam ser fechadas ao transito e transformadas em zonas pedonais. Deveria ser também facultado o alugar de bicicletas, como acontece em Aveiro ( as "buga") ou como no exemplo já citado de Estrasburgo.

         Além da enorme importância na diminuição das emissões de CO2 e do enviar do tráfego para a circular, esta medida teria uma enorme repercussão na reabilitação do centro histórico e do comércio tradicional. Na realidade, esta medida tornaria mais agradável estas zonas mais atractivas para todos aqueles que preferem realizar as suas compras, visitas e voltas ao ar livre, assemelhando-se o centro da nossa cidade à baixa pombalina lisboeta ou então à petit france de Estrasburgo.

.

.

Baixa Pombalina, exemplo de comércio mais tradicional e pedestre

publicado por showviseense às 16:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Centro Pedestre

Como sabemos as principais fontes de poluição são os transportes, a indústria e a produção de energia. Como o nosso objectivo é o desenvolvimento industrial da região, e assim sendo, aumentar os níveis de emissão de dióxido de carbono para a atmosfera, cabe-nos agora dizer como diminuir a emissão nos transportes e na produção de energia.

Falando primeiro na produção de energia, as energias renováveis (menos poluentes) têm visto a sua exploração incrementar com o passar dos anos na região. Basta olharmos para os parques eólicos do Caramulo e para as centrais hidroeléctrica em redor da cidade e da região para vermos este evolução positiva. É por esta razão que a temática do desenvolvimento sustentável no nosso trabalho, para além da indústria, irá incidir sobretudo sobre os transportes, sendo neste âmbito que falaremos sobre um Centro Pedestre para a nossa cidade.

.

.

Centro exclusivamente pedonal da cidade francesa de Estrasburgo

publicado por showviseense às 16:09
link do post | comentar | favorito

Transição

 

 

    

            Nas últimas semanas a tónica do nosso trabalho tem sido colocada na forma como desenvolver industrialmente a cidade. Como dissemos no início do período, este tipo de desenvolvimento leva, normalmente, a graves problemas ambientais que são, hoje em dia, uma das principais preocupações da sociedade em geral. De forma a tentar atenuar estes efeitos pejorativos a nossa segunda preocupação é o desenvolvimento sustentável de Viseu. Nas próximas aulas vamos dizer como é possível, na nossa opinião, conciliar o desenvolvimento industrial e o desenvolvimento sustentável.

 

 

publicado por showviseense às 15:41
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Abril de 2008

Após as férias..

Após umas pequenas férias para recuperar algumas energias o regresso ao trabalho é complicado. Num aparte, aproveito para dizer que o concurso das cidades criativas foi útil até no estrangeiro, uma vez que as amizades que fizemos na apresentação do power point reencontra-mos na viagem de finalistas em Lloret de Mar o que nos levou a uma amigável e aberta discussão sobre o tema e de como tudo corria.

O objectivo agora será o mesmo, apesar de termos outras funções nesta última fase do projecto, continuar o bom trabalho até ao momento.

Neste momento vamos já começar o projecto dos cartazes que nos são pedidos para o concurso para tudo estar pronto a tempo, uma vez que tempo é algo que não abunda neste período.

 

Assim o regresso de férias prevê-se trabalhoso..

publicado por showviseense às 14:45
link do post | comentar | favorito

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O desenvolvimento industr...

. Selecção Nacional

. Desenvolvimento Industria...

. Além do que foi dito

. 2ª fase

. Será Suficiente?

. Como fazer

. Centro Pedestre

. Transição

. Após as férias..

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds