Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Como fazer

          A cidade de Viseu, apesar do seu crescimento na última década, tem hoje uma população de 93 000 habitantes, distribuídos por uma edificação sem grande teor de verticalidade. Este facto contribuiu para a não existência de grandes problemas com o tráfego rodoviário da cidade. Assim sendo a não circulação automóvel no centro da cidade não prejudicaria de grande forma o quotidiano dos viseenses, enquanto assim diminuiria as emissões de CO2 para a atmosfera. O rossio e todas as avenidas e rua num raio de aproximadamente 1km deveriam ser fechadas ao transito e transformadas em zonas pedonais. Deveria ser também facultado o alugar de bicicletas, como acontece em Aveiro ( as "buga") ou como no exemplo já citado de Estrasburgo.

         Além da enorme importância na diminuição das emissões de CO2 e do enviar do tráfego para a circular, esta medida teria uma enorme repercussão na reabilitação do centro histórico e do comércio tradicional. Na realidade, esta medida tornaria mais agradável estas zonas mais atractivas para todos aqueles que preferem realizar as suas compras, visitas e voltas ao ar livre, assemelhando-se o centro da nossa cidade à baixa pombalina lisboeta ou então à petit france de Estrasburgo.

.

.

Baixa Pombalina, exemplo de comércio mais tradicional e pedestre

publicado por showviseense às 16:34
link do post | comentar | favorito

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O desenvolvimento industr...

. Selecção Nacional

. Desenvolvimento Industria...

. Além do que foi dito

. 2ª fase

. Será Suficiente?

. Como fazer

. Centro Pedestre

. Transição

. Após as férias..

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds